×

A luta de classes na sua mão | Comunidade do Esquerda Diário, uma ferramenta de luta dos trabalhadores dos transportes

No dia 15 de julho o Esquerda Diário iniciou uma nova etapa: A luta de classes na sua mão. Tendo sido parte de diversas batalhas dos metroviários, rodoviários e outras categorias dos transportes, como dos trabalhadores de aplicativos, chamamos os trabalhadores(as) a se somarem na Comunidade do Esquerda Diário para o aprofundar o papel do nosso portal como ferramenta de luta deste setor estratégico da classe trabalhadora.

sábado 31 de julho | Edição do dia

imagem de Paulo Ianonne

A nova etapa do Esquerda Diário inclui um novo layout no site, com maior integração dos nossos programas e iniciativas multimídia, como o Esquerda Diário 5min e o Esquerda Diário Comenta, dois programas diários com notícias e comentários políticos em poucos minutos e com uma perspectiva dos trabalhadores. Também os podcast Feminismo e Marxismo, Peão 4.0, e entre outras iniciativas. Tudo para trazer fatos, denúncias do mundo do trabalho e análises políticas nas mãos dos trabalhadores. O Esquerda Diário é uma mídia militante, anti-imperialista e revolucionária, e não é financiada por nenhuma empresa, contando apenas com a força militante de trabalhadores, estudantes, mulheres, negros, LGBTQIA+ que impulsionam e apoiam o portal. Somos a maior mídia à esquerda do PT na luta contra Bolsonaro, Mourão e todos os ataques impostos pelo governo e os demais atores do regime político.

E para potencializar essa ferramenta, será lançado a Comunidade do Esquerda Diário, que convidamos a todas, todos e todes a serem membros. Os membros receberão para acompanhar e difundir os principais materiais, que enviaremos diariamente em uma mensagem pelo whatsapp, telegram ou e-mail. Também chamamos a ajudar e contribuir com ideias, vídeos, textos, relatos, denúncias operárias anônimas e produções artísticas, assim como contribuições financeiras.

Fazemos neste artigo um convite especial aos trabalhadores dos transportes de todo o país, como os metroviários de São Paulo, que vieram de uma forte luta com a greve contra os ataques de Doria aos direitos dessa categoria, que move a cidade todos os dias. O Esquerda Diário esteve junto nesta luta, furando o bloqueio midiático e desmentindo as campanha contra a greve que fizeram Globo, Band e todas as mídias burguesas. Mostrando, repercutindo e fazendo essa luta chegar em mais trabalhadores para verem o caminho a se travar contra os ataques da patronal e de Bolsonaro e Mourão.

Chamamos também os rodoviários de Porto Alegre, uma categoria com importante histórico de luta, que barrou em 2019 o ataque do então prefeito, Nelson Marchezan, que extinguiria o cargo de cobrador e deixaria milhares de rodoviários na rua. Em meio à pandemia, vimos a demissão do rodoviário Digão, delegado sindical, e um dos líderes na greve de 2014, que foi demitido por perseguição política da patronal. Os colegas de Digão realizaram uma paralisação contra esse absurdo. O Esquerda Diário esteve junto denunciando e repercutindo a luta dos trabalhadores, e iniciou a campanha pela readmissão do Digão, que ganhou apoio de trabalhadores, estudantes e figuras públicas do país do todo. Pelo Esquerda Diário também difundimos recentemente a importante vitória que significou a readmissão dele na categoria.

Estivemos juntos também com os trabalhadores de app durante os breques em inúmeras cidades do país no ano passado, exigindo direitos trabalhistas, melhores condições e aumento das tarifas, que são valores absurdamente baixos. Também estivemos juntos na recente greve dos ferroviários da CPTM, repercutindo a luta e fomos recebido de braços abertos pelos os trabalhadores que, nos agradeceram por estarmos apoiando, como essa declaração de um trabalhador: "Vocês do Esquerda Diário vieram aqui só pra divulgar a nossa luta sem pedir nada em troca, podem contar comigo para apoiar a luta de outras categorias se precisar"

Esses são alguns exemplos das inúmeras lutas que os trabalhadores do transporte de todo país vieram travando em meio a essa crise, em que a miséria e a fome vão se tornando uma realidade cada vez maior para os trabalhadores. Exemplos de luta que o Esquerda Diário esteve junto para ajudar a potencializar, e é com esse objetivo que queremos levar à frente na Comunidade

Nosso jornal quer dar voz a todos os que sofrem com a exploração e opressão. A todos que vêm despertando com ódio do capitalismo, frente às injustiças e desigualdades escandalosas que, com a crise econômica, política, social e sanitária, só ficaram mais escancaradas. No Esquerda Diário viemos colocando como apenas a luta organizada da nossa classe, junto aos mais oprimidos, pode enfrentar Bolsonaro, Mourão e todos os ataques.

Apenas uma saída independente, que enfrente e exija medidas de organização e luta das burocracias que estão nos nossos sindicatos, que poderemos varrer todo o regime fruto do golpe institucional de 2016, que só aprofundou os ataques contra nós, trabalhadores. Por isso fazemos esse chamado para que trabalhadores e trabalhadoras do transporte se somem à Comunidade e ajudem a fazer com que nossas idéias cheguem a cada vez mais trabalhadores. Que sirva ainda mais como uma ferramenta para a luta e organização de toda a nossa classe.

Se inscreva neste link. Ou veja o passo a passo para se inscrever na Comunidade do Esquerda Diário neste link.

Leia também o Editorial do MRT e Esquerda Diário: Fila do osso é símbolo da barbárie capitalista: por um plano de luta já




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias