Sociedade

DESEMPREGO

Da Universidade ao desemprego: metade dos formados entre 2019 e 2020 estão desempregados

No auge da maior crise sanitária do século, a população que luta para não morrer contaminada todos os dias, luta também contra o número recorde de desemprego em meio a pandemia. Uma pesquisa feita pelo Nube (Núcleo Brasileiro de Estágios), aponta que a cada dez novos formados cinco deles estão desempregados.

segunda-feira 19 de abril| Edição do dia

Foto: Mídia Ninja

A pesquisa feita com mais de 8 mil jovens recém-formados, mostra que pelo menos metade deles não conseguem emprego há mais de um ano. Enquanto a taxa de desemprego no Brasil era 13,9% no último trimestre de 2020, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 29,8% dos jovens entre 18 e 24 anos estavam desempregados.

A pesquisa da Nube aponta que entre os recém-formados “52,12% afirmam não estar trabalhando” e 27,8% sem emprego há mais de 12 meses. A análise também aponta que entre os profissionais inseridos no mercado de trabalho apenas 20% deles executam atividades relacionadas com suas formações.

Esses números que preocupam a juventude que hoje está cursando uma universidade e não sabe se vai ter como pagar o curso ao final é fruto da crise capitalista, que em meio a recessão econômica terceirizam e precarizam os postos de trabalho, deixam milhões de famílias na rua em nome do lucro capitalista.

“Contadores e advogados como frentistas, designers de games como auxiliares de crédito imobiliário e enfermeiros como cabeleireiros. Há quem se formou em letras na função de porteiro e nutricionistas como babás ou manicures. Um engenheiro elétrico está trabalhando como motorista de aplicativo e outro engenheiro mecânico é motoboy”. Aponta a pesquisa do Nube.

Esse é o cenário dado a juventude pelos capitalistas, por isso precisamos unir trabalhadores efetivos, terceirizados e a juventude universitária para lutar contra a extrema precarização do trabalho e os ataques que estão sendo colocado para toda a classe trabalhadora.

Leia Também:




Tópicos relacionados

Pandemia   /    Trabalhadores   /    Desemprego   /    Sociedade   /    Juventude   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar